Assuntos relacionados do dia a dia da comunidade brasileira no Japão


    Vao proibir o comercio do maguro , será ??

    Compartilhe
    avatar
    C$S

    Mensagens : 437
    Data de inscrição : 03/07/2009

    Vao proibir o comercio do maguro , será ??

    Mensagem  C$S em Dom Mar 14, 2010 8:29 pm

    Reunião internacional discute proteção a espécies ameaçadas
    Brasil vai propor medida para o pau-rosa, presente na região amazônica.
    Pesca do atum-vermelho deve ser o tema mais polêmico
    Os 175 membros da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora Silvestres (Cites, na sigla em inglês), reúnem-se a partir deste sábado (12) em Doha, no Catar

    Até agora, a Cites era mais conhecida pelas medidas adotadas para restringir o comércio de espécies “simpáticas” como os grandes felinos, os símios e os elefantes. Mas, pela primeira vez, uma espécie marinha - o atum-vermelho (Thunnus thynnus) - estará no papel de protagonista.

    Além do atum-vermelho, pescado para fazer sushi, os elefantes perseguidos pelo marfim e a criação de tigres na China para a medicina tradicional encabeçam a agenda da conferência.

    Apesar das cotas impostas pelos próprios produtores, a pesca intensiva tem reduzido consideravelmente as reservas de atum, fazendo-as despencar em até 80% no Mar Mediterrâneo e no Atlântico Ocidental desde 1970.

    Japão

    O Japão, o principal mercado do atum-vermelho, se opõe radicalmente à sua proibição e está tratando de bloquear os dois terços de votos necessários para que a proposta seja aprovada. O país também ameaçou ignorar a proibição, caso ela passe.

    Outras espécies marinhas terão eventual inclusão no Apêndice II estudada. Estas abrangem oito espécies de tubarão, bem como os corais vermelho e rosado, cobiçados pelos joalheiros.



    Tanzânia e Zâmbia, que apresentaram uma moratória de nove anos sobre o comércio do marfim depois de uma venda maciça de reservas por outros quatro países africanos, em 2008, se comprometeram a fazê-lo novamente. China e Japão, os principais mercados para as presas de elefante, provavelmente apoiarão a medida

    haha vai ser uma briga danada isso hein .. e o JP continuando a olhar somente pro seu proprio umbigo ..

    bom , obvio q qualquer um aqui no JP já comeu maguro , mas se ele nao estiver mais no mercado pra mim nao fará falta nenhuma , afinal , lei é lei , e nao pretendo ser um criminoso internacional huauhahuauha

    http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0,,MUL1527675-16052,00-REUNIAO+INTERNACIONAL+DISCUTE+PROTECAO+A+ESPECIES+AMEACADAS.html

      Data/hora atual: Sab Out 20, 2018 5:26 am